Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘REPORTAGEM’

Por: Rafaela Ribeiro

José Luís Louzada, 49 anos, Engenheiro e professor do departamento Florestal da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro foi coordenador na investigação do método de datação de árvores até aos 3 mil anos em parceria com a empresa privada Oliveiras Milenares. Trata-se de um modelo inovador e único mundialmente, que tem como ponto de diferenciação não colocar em risco a sanidade das árvores.

Segundo o docente da UTAD, é um “modelo matemático que permite estimar a idade em função dos parâmetros dendométricos das árvores como o diâmetro, o raio, o perímetro, a altura, etc.” Desta forma é possível “datar as árvores através de um processo não destrutivo, fácil de aplicar no terreno, extremamente rápido e sem o uso de métodos muito complexos e tecnológicos, basta uma fita métrica e um computador para a realização da datação da idade”.

Continuar a ler: aqui.

Anúncios

Read Full Post »

Por: Tiago Mendes

Melhor remédio para esquecer a crise neste Natal parece ser… gastar dinheiro em prendas

Natal. Em tempos não muito remotos, este era o dia em que os portugueses tinham como tradição celebrar o nascimento de Jesus Cristo. As festividades começavam a 24 de Dezembro, com a noite de consoada. A família reunia-se para uma ceia especial, ia à igreja para ver o presépio e participar na missa do galo, beijava a figura do Menino Jesus e, no regresso, as crianças colocavam o sapatinho debaixo da chaminé, na esperança que o Menino lhes trouxesse um bom presente enquanto dormiam.

Actualmente, as festividades começam meses antes do dia de Natal. A figura imaculada de Jesus recém-nascido foi substituída por um velho e bonacheirão Pai Natal, que se veste de “encarnado coca-cola”. Ele vem do Pólo Norte para entregar às crianças os presentes que elas lhe pediram quando se sentaram no seu colo, junto a uma gigantesca árvore de Natal de um shopping. Tem sido assim desde que os portugueses ganharam poder de compra e se converteram aos mandamentos do consumismo para darem largas a uma nova espécie de potlatch, em que se oferece os melhores presentes, na expectativa de uma retribuição à altura.

Continuar a ler: aqui

Read Full Post »